Eugenia Morais

Poemas, sentimentos, contos e textos de amor

Textos


Queria te dizer.
Sempre quis!
Faço isso agora
entoando bem baixinho a doce canção
que a brisa me sopra baixinho.
Digo-te que a vida não é mais que o pôr do sol
que intercala os dias que se vão letárgicos,
vestidos de prata e púrpura
e de vontade de te ter para sempre.
Olho para os reflexos azul prateados do sol,
(que se vai)
e vejo neles a alma do mundo embriagada de versos,
desvendados em poemas paralelos que conseguem se cruzar
apenas com a força do seu olhar sobre mim.
Queria te dizer tanto mais!
Mas você, sentindo que já é hora de partir
(assim como o sol)
se levanta repentinamente
me deixando desamparada
perplexa ante a visão da solidão,
e do vazio que a sua ausência deixará em mim!
Escuta, meu amor,
preciso te dizer:

-Não se vá!
Me rendo então ao descompasso do teu coração
que com pressa sequer  escuta

 o que tenho a falar,
mesmo sem razão.
Rapidamente então,assim como o sol que se vai
traço mapas de horizontes geométricos,
desenho caminhos por estradas imaginárias
num desespero final 
de subverter o teu sorriso,
 que se cala ante a derradeira lágrima
 do sol-pôr,
que não tem volta.
Eugênia Morais
Enviado por Eugênia Morais em 29/06/2016
Alterado em 29/06/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras